Atenção Básica


Porta de entrada dos pacientes de toda a cidade aos serviços de rotina da saúde no município. A rede possui dez Unidades Básicas de Saúde ou Unidades de Saúde da Família na Atenção Básica. Nessas unidades, sendo 5 tradicionais e 5 Unidades da Família, localizadas nos bairros, são realizados atendimentos de rotina com clínicos gerais, pediatras e ginecologista, além de consultas agendadas também com psicólogos e odontologia em algumas unidades.

Realiza o acolhimento a todos os pacientes por equipe treinada. Trabalha conforme a Política Nacional da Atenção Básica e a Política Nacional de Humanização do SUS. Vacinação em todas as Unidades, orientação em saúde, palestras e campanhas de prevenção. Promove atividades dos seguintes programas Ministeriais:

O Programa Bolsa Família é um programa de transferência de renda diretamente às famílias pobres e extremamente pobres que vincula o recebimento do auxílio financeiro ao cumprimento de compromissos (condicionalidades) nas áreas de Educação e Saúde. As Condicionalidades são os compromissos assumidos tanto pelas famílias beneficiárias quanto pelo poder público para ampliar o acesso dessas famílias a seus direitos sociais básicos. Por um lado, as famílias devem assumir e cumprir esses compromissos para continuar recebendo o benefício.

Na área de saúde, as famílias beneficiárias assumem o compromisso de acompanhar o cartão de vacinação e o crescimento e desenvolvimento das crianças menores de 7 anos. As mulheres na faixa de 14 a 44 anos também devem fazer o acompanhamento. O Programa Hiperdia é um sistema informatizado que permite cadastrar e acompanhar os portadores de hipertensão arterial e/ou diabetes mellitus, captados e vinculados às unidades de saúde ou equipes da Atenção Básica do Sistema Único de Saúde, tem como objetivo:

  • Possibilitar a Gestão do Cuidado com a vinculação do portador á unidade básica ou equipe de saúde através do cadastro e atendimento;
  • Monitorar de forma contínua a qualidade clínica e o controle desses agravos e seus fatores de risco na população assistida;
  • Fornecer informações gerenciais que permitam subsidiar os gestores públicos para tomada de decisão para a adoção de estratégias de intervenção gerais;
  • Fornecer informações que subsidiem a gerência e gestão da Assistência Farmacêutica;
  • Instrumentalizar a Vigilância à Saúde, fornecendo informações que permitem conhecer o perfil epidemiológico e seus fatores de risco e suas complicações na população;
  • Possibilitar o Controle Social através de informações que permitem analisar acesso, cobertura e qualidade da atenção.


Prefeitura Municipal de Ribeirão Pires